Arquivo mensal: agosto 2013

Pathfinder Society Brasil – Números da Temporada

Olá pessoal, acabei de contabilizar os números finais e tivemos alguns resultados interessantes. Infelizmente eu sei que alguns jogos não foram reportados, mas paciência, foi nosso primeiro ano e tenho certeza de que podemos crescer mais. Há muito dificuldade em conseguir mestres, e a falta do livro em português atrapalha bastante nossa capacidade de desenvolvimento.

Estamos em 5 cidades brasileiras: Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis, e Sinop.

Apenas 9 GMs diferentes reportaram jogo, apenas 3 estrelas foram ganhas pelos GMs Brasileiros, no total de 6 estrelas no país.

Foram 25 eventos públicos e 4 eventos caseiros (cada evento pode ter mais de uma mesa).

95 jogadores diferentes participaram de mesas reportadas da PFSBR na quarta temporada.

543 pontos de prestigio foram conquistados durante 56 sessões (+-10 por sessão), sendo:

  • 124 da Grand Lodge (vencedora BR)
  • 118 dos Sczarni
  • 76 da Silver Crusade
  • 57 de Andoran
  • 53 da Shadow Lodge
  • 40 de Osirion
  • 35 de Qadira
  • 22 da Lantern Lodge
  • 12 de Cheliax
  • E apenas 6 de Taldor

Vamos fazer da quinta temporada nosso ano de virada. Quando eu assumi como capitão, a temporada já tinha começado, espero que o livro em português seja lançado e que possamos divulgar o Pathfinder RPG por muito mais cidades. Que venham os demônios !

PS: Eu não me esqueci do sorteio, o ganhador do Inner Sea World Guide foi Hilton Ferreira (ewokssa). Parabéns e muito obrigado pelo bom trabalho. Quanto a os que não ganharam, não se preocupem que haverá prêmio de consolação, um pdf do Pathfinder Society Primer que acabou de ser lançado e a aventura The Glass River Rescue que inicia a quinta temporada! Parabéns também e obrigado pela participação.

 

Anúncios

Relatório de Progresso da Facção Taldor – Ano do Demônio

Lady Gloriana MorillaArodus, 4713

Nobre agente,

Eu certa vez observei uma criança brincando com um pedaço de pau, como se fosse uma espada. Ele balançou o objeto para frente e para a trás, cortando o ar como se enfrentasse uma grande besta. Embora, pensando bem, qualquer vitória que ele pudesse conquistar seria produto de sua imaginação, sem nenhuma conseqüência duradoura. Em seu zelo, a criança acidentalmente atingiu-se na perna e caiu chorando. Se o menino simplesmente tivesse o beneficio dos ensinamentos de um espadachim treinado, ele poderia ter assegurado um futuro respeitável. Observar os debutantes afetados de Magnimar e Korvosa empinarem-se sob uma farsa de nobreza, me traz as memórias daquele garotinho. Eles poderiam ser muito mais, se estivessem dispostos a aceitar a nossa orientação, mas teimosamente resistem. Talvez quando acidentalmente se ferirem com a sua própria ignorância, eles possam lembrar-se das ofertas escritas que deixei para muitos deles antes da partida.

Aguardo ansiosamente seu retorno a Absalom, já que todo mundo está falando dos problemas em Mendev, parece que os demônios do Ferimento do Mundo estão se mexendo, e os cruzados procuram desesperadamente por reforços. Devemos estar entre esses reforços, mas a nossa responsabilidade é ainda maior do que isso. Sempre que um mal ameaçou Avistan, quem liderou a marcha ? Taldor. Se este é o alvorecer de uma nova cruzada, então é razoável que Taldor esteja na vanguarda dos exércitos, ganhando de volta o seu legítimo papel como o maior dos impérios. Eu ainda não descobri o quão grande é o tamanho do exército que Taldor está enviando para o norte, mas acredito que terei essa chance nos próximos dias.

Se você estiver em Absalom, no hora, sua presença seria um benefício considerável. Eu tive motivos para mencionar seu nome, sempre de forma positiva, à tona em várias das minhas correspondências com meus contatos na Taldor, e seu apoio pode fazer pender a balança a nosso favor quando convencer a nossa verdadeira aristocracia de juntar um exército cada vez maior.

Para o sempre glorioso império,

Dama Gloriana Morilla

Relatório de Progresso da Facção Silver Crusade – Ano do Demônio

Ollysta ZadrianArodus, 4713

Guerreiro da Luz,

O Lorde Runico da preguiça não existe mais e com o tempo todos de Varisia deverão saber que foi uma força da justiça e da luz que venceu o mal adormecido. A Sociedade dos Desbravadores deverá certamente apreciar o prestígio, e com o tempo eles vão, sem dúvida, aprender a abraçar a causa do bem.

No entanto, enquanto uma parte do mundo pode dormir tranqüilo, outra está sob ataque. Por quase um século e mais de quatro cruzadas, os cruzados de Mendev mantiveram os demônios do Ferimento do Mundo afastados a um grande custo. Todo dia, durante a semana passada eu senti uma terrível palpitação em direção ao norte, como se alguma malignidade sinistra estivesse se preparando para explodir a partir do Ferimento do Mundo, e tenho feito o que posso para acelerar os preparativos da Sociedade dos Desbravadores em sua expedição para aquela paisagem abissal. Ter centenas de agentes em Nerosyan irá reforçar os números dos cruzados no caso de problemas possam recair sobre o Diamante do Norte, e estaremos prontos para liderar nossos companheiros contra o que pode ser o maior mal que já flagelou Avistan.

Mais do que apenas a Cidadela do Céu está em jogo, no entanto. Se Mendev cair, tudo o que nos é caro morreria com ela. Abater os demônios que ameaçam o nosso futuro, e ser o brilhante exemplo que motiva os outros a permanecer firmes e segurar a fronteira. Eles devem olhar para você e seguir o seu exemplo, então lembre-se de que suas ações deverão influenciar a forma como os outros vêem a Cruzada Prateada; caso você se encontre presenteado com uma escolha difícil, escolha sempre o que vai criar um brilhante legado para inspirar os outros.

Nós marcharemos para o norte na primeira luz,

Ollysta Zadrian

Relatório de Progresso da Facção Sczarni – Ano do Demônio

Guaril KarelaArodus, 4713

Íntegro Primo,

Há algo sobre ser esperado por um trio de nobres chantageados que me faz realmente triste por deixar Varisia. É claro que esses nobres não foram chantageados por nós, pois eles eram simplesmente-

As linhas acima estão cruzadas repetidamente e quase ilegíveis.

Eu realmente sentirei falta de Varisia, mas esse mercado já está saturado por nossos empreendimentos em expansão. Alguém poderia pensar que acabar com a ameaça de uma lorde runico abriria novas oportunidades comerciais, mas, aparentemente, tal façanha só faz moradores se sentirem mais seguros e menos interessados ​​em comprar serviços de proteção garantida.

Em vez disso, voltemos nossos olhos para o mundo além das fronteiras do Varisia. O povo de lugares distantes como Taldor, Katapesh e afins dizem: “Quem é este Guaril Karela? Eu nunca ouvi falar destes Sczarni que você menciona. “Estas são pessoas que eu gostaria de recrutar para um júri, mas eles dificilmente estão fazendo a nossa humilde operação quaisquer favores a longo prazo. Vamos começar com o fruto maduro pendurado ao alcance da mão que é Mendev, onde ouvi dizer há uma demanda sem fim de abastecimento e mesmo assim ele é raramente suficiente. Claro que, onde há demanda por mercadorias trocadas em cima da mesa, há um nicho para compra de bens específicos por debaixo da mesa também.

O problema é que não temos informação suficiente ainda a respeito de quem faz o leva e traz nas sombras da Nerosyan. Se não há ninguém lá já, então o Diamante do Norte é nosso para a captura. Se há alguém em operação já, descubra quem é quem e como eles trabalham. Se você está tendo problemas para descobrir com quem falar, não se esqueça de verificar entre os crédulos folheados de metal que continuam se atirando na frente de demônios, ou como chamam no vernáculo local “cruzados”. Eu ouvi dizer que alguns deles cresceram em berços não tão nobres e podem saber uma coisa ou outra sobre negócios escusos.

Permaneça discreto,

Guaril Karela

Relatório de Progresso da Facção Qadira – Ano do Demônio

Aaqir Al'HakamArodus, 4713

 

Companheiro empreendedor,

Apesar de seus ricos mercados e do apetite voraz para bens exóticos, estou consolado em pensar que esta é a última que vou ver Varisia por um longo tempo. Muitas vezes eu mencionei minha pátria ao cumprimentar os comerciantes locais, mas em vez de receber questionamentos de curiosidade ou de hospitalidade, ser o representante direto de uma nação me fez ser visto como um invasor, que tinha planos para saquear a região em benefício de Qadira. Felizmente, os anões de Janderhoff não se deixaram levar tão facilmente pela xenofóbia, e eu suspeito que as primeiras caravanas deverão chegar em Katheer em um mês. Você desempenhou um papel fundamental na obtenção deste rota de comércio, e todo o império agradece.

Ser visto com desconfiança por ser um agente estrangeiro em uma terra distante não é nada novo, e várias regiões, particularmente aquelas dominados por nossos concorrentes,  muitas vezes embargam as mercadorias Qadiranas. Até agora temos lutado todos os competidores, raramente demonstrando qualquer vontade de apertar mãos por quaisquer motivos que não sejam um bom negócio. Os cruzados de Mendev, que aceitam soldados de qualquer origem e treinam-nos para trabalhar em conjunto, podem servir como um exemplo para nós. Vamos construir amizades e alianças com um ou mais parceiros comerciais poderosos.

Estou enviando agentes ao longo de todo o Mar Interno, mas como temos uma história juntos que pretendo honrar, confio em sua lógica e intuição mais do que a maioria, e que vai ser a sua opinião, que ajudará a moldar o futuro do poderio econômico da nossa facção. Se um parceiro comercial em potencial parecer uma boa oportunidade, corteje essa organização da melhor maneira possível. Se alguém se oferece para se aliar a nós e que você julgue inadequado, eu confio em você para rejeitar a ele ou ela educadamente.

Para nosso destino compartilhado,

Principe-mercador Aaqir al’Hakam

Relatório de Progresso da Facção Osirion – Ano do Demônio

AmenopheusArodus, 4713

Servo fiel do Passado,

Voltar a Osirion foi uma experiência agridoce, tanto quanto eu apreciei o calor seco das areias do deserto, eu também me tornei o portador de notícias terríveis.

Quando entrei para os apartamentos reais, onde o príncipe Rubi reclinada, pude ver que pelo menos uma das minhas curas tinha retardado o definhamento contínuo do braço do nosso monarca, mas o estrago dificilmente havia sido desfeito desfeito. Dizer que ele estava impaciente para se livrar desta aflição seria semelhante a chamar uma víbora pisada por uma bota de levemente irritada, uma em cada duas expirações era acompanhada por um preguejar depreciando nosso incansável trabalho. Embora eu tenha assegurado a ele que esta cura levaria alguns dias para funcionar, ele furiosamente repreendeu todos os presentes antes de solicitar a seu próprio poder para expurgar a infecção de si mesmo. Em um brilho de luz, ele baniu a aflição Thassiloniana, mas a um grande custo a sua própria saúde. Doeu-me vê-lo tão fortemente debilitado pela conjuração, mas me doeu ainda mais quando ele me demitiu de seu serviço.

Você e eu não somos mais servos do príncipe Rubi em nada, a não ser em espírito. Não fomos exilados, mas também nem somos bem-vindos nem honrados. Passei três dias humildemente solicitando que você não compartilhasse do meu destino, mas os conselheiros do nosso príncipe não estavam dispostos a me ouvir, no entanto, não se desespere, especialmente aqueles que possam ter retornado à vida como um Guarda Ressuscitado.

Eu ainda tenho meu título da sábio de Safira, pois este não foi concedido a mim pela dinastia reinante. Na verdade, não é um título auto-proclamado, mas que eu herdei há muito tempo atrás, quando eu me tornei um dos sábio das jóias. Estes sábios já existem há muito em Osirion, para proteger a integridade histórica do reino, guiar os seus governantes, e guardar os segredos do passado. O Príncipe de Rubi pode ter me libertado de seu serviço, mas na verdade ele nos concedeu a oportunidade de ampliar nossa proteção para muito mais do que apenas Osirion.

Por muito tempo pensei que eu era o único sábio restante, mas há alguns anos eu me comunico com um venerável homem chamado Zuberi, que me prometeu informações sobre um dos outros sábios caso pudesse ajudá-lo. Alguém interrompeu o ritual que precisava, e a trilha morreu com ele.

Auxilie a Sociedade dos Desbravadores, e eu vou trabalhar para restabelecer a nossa rede de contatos. Certifique-se de manter-se alerta para qualquer sinal dos Sábios das Jóias, saiba o que você puder, e retorne até a mim. Não, entretanto, incomode todos que encontrar. Se qualquer outro sábio está vivo e não se fez conhecido, eu não duvido que ele iria desaprovar a falta de tato, ou inquéritos injustificados.

Juntos, vamos perseverar,

Amenopheus, o Sábio de Safira

Relatório de Progresso da Facção Grand Lodge – Ano do Demônio

Venture-Captain Ambrus ValsinArodus de 4713

Excavador determinado,

Deixamos Varisia um lugar mais seguro, graças aos esforços de você e seus colegas Desbravadores. O há muito adormecido Krune agora descansará para sempre, e os mestres Aram Zey e Kreighton Shaine pessoalmente atravessaram a tapeçaria Hao Jin para escoltar os imensamente poderosos artefatos do lorde runico de volta à Grande Loja para estudo.

Sem dúvida, você já ouviu falar da inesperada descoberta, feita enquanto agentes exploraram as profundezas abaixo de Janderhoff e Koldukar, soubemos de uma, há muito perdida, Cidadela do céu dos anões, no que já foi Sarkoris e agora conhecemos como o Ferimento do Mundo. Uma expedição em uma terra devastada arrasada por demônios é, talvez, a nossa empreitada mais perigosa até hoje, e fazer a viagem vai exigir uma preparação considerável. Felizmente, o Capitão-de-ventura Jorsal de Lauterbury e o Capitão-de-ventura Thurl têm nos representado trabalhando arduamente em Nerosyan por anos, e por isso temos uma excelente base de operações aguardando a chegada de agentes leais. Eu não tenho nenhuma dúvida de que você, um dos desbravadores mais confiáveis ​​que tive o prazer de trabalhar, será um dos primeiros a viajar para o norte para este grande empreendimento.

Nos próximos meses, teremos de adquirir tantos recursos externos quanto possível para garantir o sucesso. Representantes do Decinvirato já se aproximaram dos anões das Montanhas dos Cinco Reis para pedir auxilio, e eles concordaram em nos ajudar a alcançar a cidadela, desde que eles possam reocupa-lá, assim que tenhamos terminado de explorar o quanto quisermos. Os detalhes ainda estão sendo negociados, e os diplomatas estão em seu caminho para Nerosyan para finalizar os ultimos detalhes.

Sua missão é, como sempre, a missão dos Desbravadores. Certifique-se que você está fazendo tudo o que puder para fazer essa expedição um sucesso, e, no caso de surgirem complicações, vou precisar de Desbravadores de confiança na mão para mandar e resolver o problema sem causar um desastre internacional.

Explore, Reporte, Coopere!

Aventure-Captain Ambrus Valsin