Relatório de Progresso da Facção Osirion – Ano do Demônio

AmenopheusArodus, 4713

Servo fiel do Passado,

Voltar a Osirion foi uma experiência agridoce, tanto quanto eu apreciei o calor seco das areias do deserto, eu também me tornei o portador de notícias terríveis.

Quando entrei para os apartamentos reais, onde o príncipe Rubi reclinada, pude ver que pelo menos uma das minhas curas tinha retardado o definhamento contínuo do braço do nosso monarca, mas o estrago dificilmente havia sido desfeito desfeito. Dizer que ele estava impaciente para se livrar desta aflição seria semelhante a chamar uma víbora pisada por uma bota de levemente irritada, uma em cada duas expirações era acompanhada por um preguejar depreciando nosso incansável trabalho. Embora eu tenha assegurado a ele que esta cura levaria alguns dias para funcionar, ele furiosamente repreendeu todos os presentes antes de solicitar a seu próprio poder para expurgar a infecção de si mesmo. Em um brilho de luz, ele baniu a aflição Thassiloniana, mas a um grande custo a sua própria saúde. Doeu-me vê-lo tão fortemente debilitado pela conjuração, mas me doeu ainda mais quando ele me demitiu de seu serviço.

Você e eu não somos mais servos do príncipe Rubi em nada, a não ser em espírito. Não fomos exilados, mas também nem somos bem-vindos nem honrados. Passei três dias humildemente solicitando que você não compartilhasse do meu destino, mas os conselheiros do nosso príncipe não estavam dispostos a me ouvir, no entanto, não se desespere, especialmente aqueles que possam ter retornado à vida como um Guarda Ressuscitado.

Eu ainda tenho meu título da sábio de Safira, pois este não foi concedido a mim pela dinastia reinante. Na verdade, não é um título auto-proclamado, mas que eu herdei há muito tempo atrás, quando eu me tornei um dos sábio das jóias. Estes sábios já existem há muito em Osirion, para proteger a integridade histórica do reino, guiar os seus governantes, e guardar os segredos do passado. O Príncipe de Rubi pode ter me libertado de seu serviço, mas na verdade ele nos concedeu a oportunidade de ampliar nossa proteção para muito mais do que apenas Osirion.

Por muito tempo pensei que eu era o único sábio restante, mas há alguns anos eu me comunico com um venerável homem chamado Zuberi, que me prometeu informações sobre um dos outros sábios caso pudesse ajudá-lo. Alguém interrompeu o ritual que precisava, e a trilha morreu com ele.

Auxilie a Sociedade dos Desbravadores, e eu vou trabalhar para restabelecer a nossa rede de contatos. Certifique-se de manter-se alerta para qualquer sinal dos Sábios das Jóias, saiba o que você puder, e retorne até a mim. Não, entretanto, incomode todos que encontrar. Se qualquer outro sábio está vivo e não se fez conhecido, eu não duvido que ele iria desaprovar a falta de tato, ou inquéritos injustificados.

Juntos, vamos perseverar,

Amenopheus, o Sábio de Safira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s